sábado, 12 de abril de 2008

- POSTAGEM APELATIVA -

. Um menino distribindo bilhetes na rua:
- Ei Senhorita! Quer uma paixão? Um amor quem sabe?! Parece-me tão sozinha...
- Não menino, obrigada... Já estou farta destas propagandas... - disse Senhorita, se afastando para sentar em um banco. Assim fez, e começou a jogar pipoca aos pombos.
O menino veio chegando acanhado, e sentou-se ao lado da moça.
- Ei moça, pode me dar pipoca também?
Senhorita com um delicado sorriso no rosto, balançou a cabeça positivamente e ofereceu um saco grande de pipocas ao menino. Este de boca cheia começou a questionar:
- Ei moça; por que não queres um amor?
- Ah menino; tu ainda és muito novo para entender coisas do coração, sabe?! Amores são coisas muito complicadas para um coração. É uma felicidade incerta.
- Felicidade incerta?
- Sim. Uma hora você abre sorrisos de fazer clarear a escuridão de uma noite e aquecer todo o frio da mesma; e na outra... Fica com o semblante triste, pálido, não forças pra quase nada...
- Ah sim... entendi. Mas a Senhorita jpa sentiu essas coisas?
- Olha menino - começou Senhorita olhando carinhosamente para o menino - Não se felizmente ou infelizmente, já. É a coisa mais maravilhosa acordar, olhar pro sol e dizer: ele me ama. Mas quando ele não está, você abre a janela, e o sol pode estar alí, na sua frente, queimando a sua pele que você não vai conseguir enxergar... Mas o tempo faz passar...
- Faz é? - perguntou o menino curioso.
- Passar não passa não... mas adormece... e aí a gente pode fingir que esqueceu.

Um comentário:

Anitha Rosenrot disse...

Meu preferido...
lindo!
Eu tinha esquecido o quanto você esceve bem.. :)